Líder na produção de feijão e proteína animal, o Paraná também tem um mercado ativo de fruticultura. Em 2016, segundo pesquisa do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento, a produção foi de 1,44 milhão de toneladas, o que representa 3,6% da nacional e coloca o Estado como o oitavo maior produtor do País.

O cultivo de frutíferas é desenvolvido de Norte a Sul do Estado por cerca de 27 mil produtores. Na safra de 2016, a produção de frutas ocupou uma área de 60,3 mil hectares, gerando uma renda bruta de R$ 1,5 bilhão, ou 1,7% do Valor Bruto de Produção (VBP) da agricultura paranaense. Entre 2007 e 2016, o segmento registrou crescimento de 2,9%.

Parte dessa alta é decorrente de um trabalho integrado entre os produtores rurais, a Secretaria de Estado da Agricultura, por meio do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), e parceiros, como o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

No Paraná, os produtores exploram cerca de 35 frutas, com destaque para laranja, banana, melancia, tangerina, uva, maçã, limão, abacate, morango e goiaba. Juntas, elas representam 93,1% de toda a produção do Paraná.

Além de dar apoio à cultura de frutas economicamente expressivas, o Estado também dá assistência aos pequenos produtores, a exemplo do abacaxi, que encontrou clima e temperatura ideais nas terras do Noroeste do Paraná. Cerca de 60 produtores, sendo 80% deles provenientes da agricultura familiar, plantam em uma área de 360 hectares. Na safra de 2017/2018, eles produziram 30 mil quilos de abacaxi por hectare.

Com informações da AEN.