Depois de quase nove anos em construção, a Nova Igreja da Santíssima Trindade foi inaugurada em junho de 2017 na Colônia Marcelino, em São José dos Pinhais.

A comunidade ucraniana da região se dedica a fé há quase um século e a novo templo exibe a arquitetura típica dos templos ucranianos, obra que está entre as maiores construções do estilo no estado.

Com cerca de 740 m², a igreja tem 32 metros de altura (quase 35 metros, se considerada a cruz da cúpula central) e capacidade para 450 pessoas sentadas, podendo chegar a 500 pessoas contando os lugares em pé.

A nova igreja foi construída ao lado da antiga e quase a totalidade dos recursos utilizados na construção vieram de doações ou da arrecadação das festas realizadas na colônia.

Antiga e nova igreja da Santíssima Trindade, na Colônia Marcelino, fazem referência à arquitetura religiosa ucraniana. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Antiga e nova igreja da Santíssima Trindade, na Colônia Marcelino, fazem referência à arquitetura religiosa ucraniana. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

O projeto arquitetônico da nova igreja da Santíssima Trindade segue a volumetria dos templos bizantinos, a igreja apresenta planta cruciforme e uma cúpula central localizada no encontro de seus eixos, característica comum nas igrejas ucranianas. Outras quatro cúpulas circundam a central, onde o conjunto faz referência a Deus, na figura de Jesus Cristo, e aos quatro evangelistas: Marcos, Lucas, João e Mateus.

Interior da antiga igreja, que ficou pequena para acolher a comunidade. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Interior da antiga igreja, que ficou pequena para acolher a comunidade. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

No interior da igreja, com piso em mármore e granito, o destaque fica por conta da iconografia presente nas pinturas que revestem as paredes e nos entalhes em madeira, que fazem referência aos símbolos católicos ou tem função exclusivamente ornamental.

Detalhe da cúpula central vista de dentro da igreja. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Detalhe da cúpula central vista de dentro da igreja. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

No canhão da cúpula central, como é chamado o octógono que suporta a estrutura, vê-se a imagem de Jesus Pantocrator (representação de Cristo relacionada à tradição cristã oriental) rodeado de anjos, por exemplo.

A iconografia interna ganha destaque com a iluminação natural que atravessa as janelas incolores. Os vitrais, por sua vez, são em menor número e estão estrategicamente posicionados para marcar o altar e ornamentar a cúpula central. No pavimento superior, três tribunas posicionadas em semicírculo voltado ao altar podem acomodar o coral e os instrumentistas.

Vista do interior da igreja evidencia a luz natural do espaço. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Vista do interior da igreja evidencia a luz natural do espaço. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

A grande Igreja da Santíssima Trindade representa o amor da comunidade que se dedica a fé e a devoção cristã.

Com informações da Gazeta do Povo.