Nessa manhã de quarta-feira (25) a Comissão Especial da Carne de Frango se reuniu na Assembleia Legislativa do Paraná, em Curitiba, para as primeiras tratativas que visa reverter o embargo da União Europeia à Carne de Frango que vai entrar em vigor a partir dessa quinta-feira (26). Das 20 plantas embargadas, 08 são de frigoríficos do Paraná. Os deputados receberam representantes de entidades que deram seus pareceres técnicos contrários ao embargo. Elio Rusch, vice-presidente da Comissão, se une aos demais nessa luta.

“Não podemos aceitar essa situação. Pelo que vimos na reunião, todas as entidades dizem que a qualidade da carne de frango é de altíssima qualidade, com laudos aprovados pelos órgãos federais de certificação sanitária. Tudo indica que o embargo da União Europeia está relacionado a questão comercial” disse Elio Rusch.

O deputado Elio Rusch também expos importantes dados numéricos: “36% de produção nacional do frango é paranaense e 35% de participação da exportação da carne aviária é do nosso Estado. O Paraná é o maior produtor de frango do Brasil. De toda carne exportada do nosso país, 8% vai para a União Europeia. Não podemos aceitar essa restrição imposta aos nossos produtores”, enfatizou Elio Rusch, com base em levantamentos que ele fez para discutir o tema na reunião.

“ Há necessidade de envolvimento do Ministério da Agricultura, Itamaraty, como o próprio Senado e Câmara que já estão mobilizados. Estamos trabalhando para que essa situação seja revertida o mais breve possível”, pontua Elio Rusch que completa “ esse embargo reflete negativamente na economia, trazendo prejuízos para os produtores e força os abatedouros a demitirem funcionários. É muito preocupante, para nós, essa restrição”.

Além de todos os membros da Comissão, participaram representantes de entidades: Ademir Mueller (presidente Fetaep); Nelson Costa (superintendente Ocepar); Alexandre Amorin (assessor técnico Ocepar); Rogério Croscato (analista técnico Ocepar); Ariana Sera (Coordenadora departamento econômico Faep); e Icaro Fiechter (Sindiavipar). O prefeito de Marechal Cândido Rondon, Marcio Rauber, prestigiou a reunião.